Please reload

Notícias Recentes

Nova direção segue trabalho de hemodiálise em União da Vitória

Anunciada a permanência na semana passada, tendo em vista encerramento dos serviços de equipe que atuava no trabalho de hemodiálise, novo grupo inicia procedimentos nesta quarta-feira (01/03). Medida não deixa pacientes descobertos, nem um único dia, e beneficia toda a região. Continuidade foi articulada entre o presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Iguaçu (Cisvali) – e prefeito de União da Vitória –, Santin Roveda (PR), e o deputado estadual paranaense Alexandre Curi (PSB). 

O serviço foi rebatizado de Clínica de Doenças Renais de União da Vitória, tendo na direção Priscilla Faria Teixeira Pilz. Toda a articulação dessa vinda da nova equipe, em substituição à antiga que encerrou as ações nesta terça-feira (28/02), foi organizada pelo médico Marcos Gevert. Ele é de Ivaiporã/PR, onde é diretor proprietário do Hospital do Rim. 

Marcos Gevert detalha que veio para se estabelecer na cidade por convite de Alexandre Curi. "Na verdade ele meio que me intimou a vir. Também por visão de empreendedorismo e por gostar do que a gente faz e atender essas pessoas que necessitam de hemodiálise", afirma. Caso o serviço fosse encerrado no município, as pessoas em tratamento, 42 na região via Sistema Único de Saúde (SUS), teriam de se deslocar em torno de três vezes por semana a outras cidades, como Curitiba e Ponta Grossa. Ampliando a dor deles e familiares. 

O novo responsável pelo serviço, que permanece junto às dependências do Hospital Regional São Camilo, demonstra interesse em ampliar o atendimento. Para isso, ele pretende puxar para a sua Clínica em União da Vitória pacientes atendidos pelo serviço de hemodiálise em outras cidades. "Queremos, também, conveniar planos de saúde e outros parceiros, pois o potencial de atendimento é de até umas 120 pessoas", explica. Nesse entendimento, permanece a oferta do serviço à Porto União, podendo ser ampliado do lado catarinense.  
Ação política
Desde o anúncio oficial, de que Marcos Gevert estaria assumindo a hemodiálise, Santin Roveda comemora o feito. "Certamente vai amenizar o sofrimento desses pacientes de União da Vitória e região", observa. O prefeito ressalta, também, a articulação de Alexandre Curi. "O deputado foi fundamental para que isso fosse concretizado."

Mesma opinião compartilhada pelo médico que assume o trabalho. "O deputado é meu amigo há mais de 15 anos. Houve o convite, o bom entendimento e apoio do prefeito Santin e o nosso estabelecimento aqui", justifica. Além disso, o profissional menciona apoio do deputado Hussein Bakri e do Chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, para seguir com o trabalho iniciado.

Ampliação
Marcos Gevert projeta, ainda, no futuro próximo ampliar o serviço e tratar outra doença do rim, sua especialidade. "Queremos, em breve, disponibilizar a Litotripsia Extracorpórea por Ondas de Choque [LECO]", comenta. Esse sistema de litotripsia, choque, serve para tratamento de quadros de litíase (pedra nos rins, cálculo renal, cálculos urinários).

No caso da hemodiálise, o foco é aumentar o número de atendimentos. Anteriormente, o sistema só atendia pacientes SUS. A nova gestão trilha em busca de convênios com sistemas particulares, visando facilitar a vida das pessoas em tratamento e ampliar o fluxo de procedimentos, uma vez que a demanda atual é inferior à capacidade de prestação de serviços.

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 por Rádio FM 95 Stereo LTDA | União da Vitória - PR - CEP:84600-170 | Fone: (42)3523-9649 - WhatsApp: (42)98431-3268